Sofia, a vida é curta demais para valores tão “PP”!

Estão tentando convencer minha sobrinha Sofia, de 9 anos, que ela é feia porque está acima do peso. Em função disso, ela não quer mais tirar fotos e nem participar da apresentação de street dance porque não se sente bem com a roupa. Por isso, peço licença aos meus leitores para deixar um recadinho para ela:

Sossô, eu podia começar esse post elencando várias mulheres lindas que são gordas ou tentar de convencer que tudo vai ficar bem no “maravilhoso mundo dos gordinhos”. Mas, não vou te iludir: se ficar gorda, você vai ter que conviver com piadinhas, apelidos, com a maldade das crianças criticando o seu corpo, vai ser parada na rua por milhares de outras velhinhas que vão te repreender porque está acima do peso e que ainda vão se sentir no direito de receitar dietas ou remédios “milagrosos”, vai ter que conviver com a vigilância das pessoas nas festas, com o controle constante sobre o seu prato, com a insegurança quando se apaixonar e a pressão para entrar no padrão. O medo da rejeição vai estar presente e você vai ter que arranjar estratégias mil para sobreviver nesse ambiente hostil. Mas, o que você NUNCA pode esquecer é que NINGUEM, mas NINGUEM tem o direito de dizer o que você precisa ser.  Eu só espero que você entenda que se alguém acha você menos bonita porque está acima do peso, é essa pessoa que tem problema e não você!

É você, só você que vai escolher o que vai fazer da sua vida, Sossô. O mundo é fabuloso porque é diverso, porque é complexo, porque é múltiplo. Há pessoas de todos os tipos, cores e texturas. Há infinitas possibilidades e diferentes modos de vida. Definitivamente, não é a balança que vai definir o seu futuro! Ela pode e vai interferir nas suas decisões, mas é VOCÊ que vai escolher o PODER que quer para si. Independente de ser grande, gorda ou magra a escolha será sempre SUA. Se quiser ser a gatinha da turma, vai ter que fechar a boca, correr, fazer exercício. Se não tiver a fim, vai ler, vai estudar, vai conhecer outras culturas, vai se fortalecer para conseguir lidar com a violência do mundo!

Na Grécia antiga, o mundo era separado entre homens de “sangue fino” ou “sangue grosso”. Isso definia o destino de cada um: os de sangue fino eram destinados ao mundo do pensamento e das Artes e os de sangue grosso iam para a luta e para os esportes. Apesar de ser uma imposição social, cada um aprendia a conquistar o seu espaço de acordo com as suas habilidades e diferenças. Qual a moral dessa história? A diferença sempre existirá de um jeito ou de outro. Mas, se você não reconhecer onde está sua força e sua fraqueza nunca irá adiante. O Homem das Artes que quisesse lutar como um guerreiro estava fadado ao fracasso. Assim como o homem do esporte tinha consciência que seu repertório era limitado para discursar numa ágora. Isso não quer dizer que o mundo tem que ser separado em guetos e que um lado não possa transitar no outro. Mas, que cada ser humano tem que assumir o que tem de melhor dentro de si. Você vai descobrir quais as suas particularidades, as suas habilidades e aquilo que tem de melhor. É essa superioridade que você tem que tomar para si. Por isso, se posso te dar algum conselho é: se EMPODERE!

Reconheça seus talentos, assuma a sua beleza – independente do padrão imposto pela mídia – invista na sua inteligência e autoestima. Leia, exercite sua criatividade e sua mente. E, manda para o inferno qualquer pessoa que tente te convencer que você precisa ser igual a todo mundo. É lógico que você precisa entender o que a comida está representando para você, pensar na mensagem que quer passar quando está comendo. Mas, para que você não se torne refém das suas próprias carências. No resto, seja o que você quiser: Gorda ou magra, eu sempre vou te amar.  Você tem o mundo pela frente e todas as possibilidades à sua disposição. Por isso, escolha uma roupa que se sinta bem, suba naquele palco e ARRASE! Eu vou estar lá para ver você sorrindo, brilhando e mostrando para todo mundo que você é muito maior do que esses valores tão “PP”.

Anúncios

15 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Elaine Rodrigues
    ago 21, 2012 @ 14:14:22

    Guarde este texto lindo e leia sempre para a sua bela Sofia, até quando ela passar da adolescência… E até lá, quem também tem que ler e entender isto que você escreveu diariamente são as pessoas que convivem com ela, para que não tornem sua juventude uma tragédia, ou um tormento.

    A gente quando tem a idade da Sofia, não consegue entender esta ideia linda de vida e liberdade que se encerra no seu texto. A gente sofre porque a unica ideia que vale é a da mamãe, do papai, ou de quem cuida da gente…

    Depois na adolescência, a opinião que consideramos é da sociedade ou grupo em que nos inserimos… Amigos, professores, e ainda a família influenciam muito…

    Enfim, o que quero dizer, apaixonada pelo que a Beatriz escreveu, e realmente me vendo no lugar da Sofia, é que fui uma criança gordinha, e sofri toda essa ditadura… mas faltou muito preparo da minha família, que por vezes foram os ditadores….

    Logo, papais e mamães que lerem este texto… Reciclagem de idéias já!

    Parabéns Beatriz…

    Responder

    • abbsaraiva
      ago 21, 2012 @ 16:05:03

      Elaine, muito obrigada pelo comentário! Fico assustada quando penso que essa neura está agindo de modo tão perverso as crianças. Eu também fui uma criança gorda e senti na pele o que o olhar dos outros pode nos causar. Espero que, de alguma forma, a gente repense nossos valores e ajude outras crianças a ter um pouco mais de autoestima. Um grande beijo e obrigada pela força!

      Responder

  2. Monica Dantas Censoni
    ago 21, 2012 @ 17:25:20

    Bea, que texto lindo! Fiquei tão emocionada que comería uma coxinha agora…

    Responder

  3. Ane Luz
    ago 22, 2012 @ 13:12:05

    Bea, Adorei o texto tb! Em breve a Sofia perceberá que tudo isso é passageiro..o que fica é que temos no nosso interior e isso sim é o que tem que ser belo.

    Responder

    • abbsaraiva
      ago 22, 2012 @ 16:31:53

      Isso mesmo, Ane. Espero que a Sossô não acredite nesses modelos impostos. Tenho certeza que, aos poquinhos, ela vai encontrar outros tipos e outras formas de beleza.

      Responder

  4. pedro navarro
    ago 22, 2012 @ 13:38:09

    Responder

  5. Amandita
    ago 22, 2012 @ 14:41:40

    É um recado pra Sofia, e é um recado pro Mundo. Adorei. 😀

    Responder

  6. lislemos
    ago 22, 2012 @ 14:43:15

    Que texto bonito, fiquei mesmo emocionada. Deve ser lido para as inúmeras Sofias desse mundo, que passam por isso em todas as fases da vida.

    Responder

  7. Maria Inez Gelatti
    ago 22, 2012 @ 17:58:09

    Concordo plenamente, as pessoas que alimentam qualquer tipo de preconceito são as que possuem problemas. E não existe preconceito de peso apenas com gordinhos, hj sou mais cheinha, mas quando criança era super magra e passava pelo mesmo preconceito, as tias receitando vitaminas, apelidada de “pau de virar tripa”, “Olivia Palito”, mas eu não tinha nenhum problema de saúde, apenas era muito magra e considerada “feia” com aspecto de “doente”!
    Mas é isso mesmo, a Sofia que levante a cabeça e siga fazendo o que gosta e principalmente gostando de si mesma!

    Responder

    • abbsaraiva
      ago 22, 2012 @ 18:12:19

      Inez, que bom tê-la por aqui! muito bem vinda ao meu blog pessoal… rsrs
      Mas, o que é mais louco de se pensar é que o padrão imposto pela mídia é tão alto que ninguém se encaixa: nem magros, nem gordos, ninguém. A ideia da perfeição é tão irreal que é impossível alguém viver feliz assim… O importante é aprender a lidar com essas cobranças e saber que o seu valor como pessoa não está ali. Muito obrigada pela participação e um beijo grande, mulher bonita de verdade!!! rsrsrs

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trezentos

Um espaço para mulheres que pensam Grande!

LuluzinhaCamp

Um espaço para mulheres que pensam Grande!

The Anarcho-Feminist

Um espaço para mulheres que pensam Grande!

Interatividade

Um espaço para mulheres que pensam Grande!

Um espaço para mulheres que pensam Grande!

Quadrinhos com Estrogênio

Um espaço para mulheres que pensam Grande!

%d blogueiros gostam disto: